Nevoeiros ocultando girassóis
Antonio Miranda Fernandes

Bem sei...
Que além do teu nome há outros que não aprendi.
Assim como há outros rios, outros sóis,
Outros bosques em nevoeiros ocultando girassóis.
Sei que além de ti existem outras maravilhas,
Mas quero-te muito além do que não és,
Pois afinal, nada te pedi.
Sei que além do tesouro do teu corpo
Há outras colinas, outras queimadas,
Fuligens e lágrimas para mancharem o rosto,
Amo-te, ainda, por aquilo que desconheço.
Ao teu lado, os ipês douram agosto...
Há dores a sentir e a natureza nada mudou,
Parece-me que ela ficou no mesmo começo,
E eu vivo muito além de apenas existir...
Peço-te... Cuida do coração que te dou.